Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Miss Unicorn

Pedras no caminho? Eu guardo todas. Um dia vou construir um castelo.

Miss Unicorn

Pedras no caminho? Eu guardo todas. Um dia vou construir um castelo.

Manuais escolares

Aproxima-se mais o início de um ano letivo, e para os alunos e pais isto significa ter de arranjar manuais escolares. Todos sabemos que à medida que os anos passam e o número de disciplinas aumenta, também aumenta o valor final. E que no final do ano, muitas das vezes, os livros acabam a um canto.

Este ano decidimos vender os meus livros dos anos passados, no OLX, e comprar lá também alguns que vou precisar. Fiquei surpreendida com a resposta. Logo no primeiro dia, já tinha várias mensagens. 

Por isso, hoje decidi trazer ao blog algumas dicas para quem estiver interessado em libertar algum espaço em casa, e também ajudar outras pessoas a obterem os manuais de uma maneira mais acessível.

 

1) Ter os livros em bom estado

Esta parece-me bastante óbvia. Tentar escrever o menos possível nos livros e, caso escrevam, de maneira a que se possa apagar com alguma facilidade. Eu decidi apagar os meus livros antes de vender, mas nem toda a gente o faz. Podem também usar aquelas capas de plástico para evitar que o livro se rasgue.

 

2) Não usar o preço original

Sejamos sinceros: os livros podem estar no melhor estado possível, mas ninguém vai para o OLX comprar nada ao preço original. Façam o conjunto de manual e caderno de atividades e atribuam um preço intermédio. 

 

3) Ser prático

Todos sabemos que para vender seja o que for temos de ser acessíveis. Na descrição do vosso anúncio, expliquem em que condições está o livro e, mais importante, coloquem o ISBN (código que identifica o livro) correspondente. Este é o código dado pelas escolas para saber-mos qual é a edição que precisamos, e qualquer pessoa que vá comprar um dos vossos livros o vai pedir.

 

4) Se possível, emprestar

Caso conheçam alguém que tenha dificuldades em obter os manuais, seja a que preço for, emprestem.

6 comentários

Comentar post