Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Miss Unicorn

Pedras no caminho? Eu guardo todas. Um dia vou construir um castelo.

Miss Unicorn

Pedras no caminho? Eu guardo todas. Um dia vou construir um castelo.

Quando os professores não ajudam

Estamos à beira dos exames nacionais e por isso, nestas semanas antes, as escolas disponibilizam horários com os professores para que os alunos possam ir a apoios, tirar dúvidas, fazer fichas e exercícios. A presença nestas aulas não é obrigatória, até porque não conta para a nota (já estão dadas), mas dá sempre jeito. O grande problema é quando não podemos contar com estes professores, quando mais vale ficar em casa e trabalhar sozinho.

 

 

Na sexta feira fomos ao primeiro de três apoios de português. Ninguém ia com grandes espectativas de sair de lá muito esclarecido, pois se nem nas aulas a professora consegue controlar a turma e ensinar, não seria ali que a coisa ia mudar. A verdade é que saí dali a pensar que foi tempo perdido, que podia ter estado em casa a domir (sim, porque todos os apoios são de manhã e os meus horários já andam todos trocados) ou a estudar sozinha, que rendia mais. Em vez de nos dar fichas extras para treinar, ou resolver provas modelo/exames connosco, estivemos a fazer exercícios do manual que trabalhámos o ano todo. Isso eu também conseguia fazer em casa, não era?

Há mais dois apoios de português, na segunda e na terça, e não pretendo ir a nenhum deles. Eu e outros colegas com quem troquei impressões. Mas isto deixou-me a pensar, querem bons resultados nos exames, mas não conseguimos contar com (alguns) dos professores. Felizmente estou descansada para o exame de português, vou com a nota praticamente garantida e não tenho muitas dificuldades, mas nem todos são assim.

9 comentários

Comentar post